quinta-feira, 26 de março de 2015

Os justos e os ímpios. Salmo 1

O Salmo de número um trata de justos e ímpios num contraste bíblico, mas certamente você já ouviu por aí alguém dizendo que todo mundo é de Deus. Por um lado sim, por outro não. Pois onde iriam parar os ímpios, os perversos da ótica bíblica?

    Concordo quando alguém diz que todos (seres humanos) são de Deus na seguinte visão: Que todo ser humano é feitura Dele, todo ser humano é criatura Dele, pois fomos criados por Deus e para Deus, o diabo não cria e não criou ninguém. Então neste ponto de vista concordo que todos são de Deus.

    Agora, ninguém pode negar que existe um proceder justo (de acordo com a vontade e palavra de Deus) e um proceder ímpio, perverso (em desacordo com a vontade e palavra de Deus).  

    No verso um veremos três pontos importantes. "Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores." Sl. 1. 1.


    1-  Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios... Ou seja, é aquela pessoa que não se deixa moldar pelos padrões mundanos, não se deixa influenciar por doutrinas ímpias, antes o seu conselho a sua doutrina o seu molde vem de Deus.

    2- ...não se detém no caminho dos pecadores... Todo ser humano está na condição de pecador, ou seja, não somos perfeitos e estamos sujeitos ao erro, mas isso é diferente de levar uma vida desregrada, de entrega ao pecado, uma vida de "pecadeiro".

    3- ...nem se assenta na roda dos escarnecedores. Isto é, não se junta, nem convive com pessoas que escarnecem, zombam de Deus e das coisas sagradas, desrespeitam a Deus e a sua palavra.

    " Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite." Sl. 1. 2.

    Um grave sinal da morte espiritual de uma pessoa é ela não ter prazer na palavra de Deus, nos ensinamentos e mandamentos do Pai.
     Além de nos afastarmos de tudo que nos afasta de Deus (vs. 1) devemos ter prazer na lei do Senhor e nela meditarmos de dia e de noite.
     Vamos a um exemplo: Do mesmo jeito que temos de alimentar diariamente o nosso corpo físico, por que do contrário ele morre de fome, temos de alimentar-nos espiritualmente e este alimento vem do Senhor, vem da palavra Dele. Uma pessoa que escolhe viver desta maneira é comparada no verso três com uma certa árvore, vamos ver.

    "Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido." Sl. 1. 3.

    Quem não quer ser esta árvore? Plantada junto a corrente de águas (fonte), as folhas nunca murcham,
está sempre dando seu fruto, tudo que faz vai bem... que maravilha! Isso é o que Deus proporciona aos justos, que O amam e tem prazer Nele. Glória a Deus!

    Veja, não é como uma árvore qualquer, é como uma árvore junto a fonte de águas, ou seja, que recebe continuamente o (alimento) que precisa para estar forte e saudável. Existem árvores que não estão junto da corrente de águas e se não vier as chuvas para regá-la vai secando, definhando aos poucos até se tornar como palha seca!

    "Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa." Sl. 1. 4.

    Ou seja, sem vida, sem perspectivas, são abalados por qualquer vento contrário, uma vida instável sem segurança.

    "Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá." Sl. 1. 6.

    O caminho dos ímpios (aqueles que vivem distante de Deus) é um caminho que não vale a pena, quantos que escolhem viver assim pensando não ter consequências, mas como diz a palavra do Senhor que é fiel, o caminho dos ímpios perecerá. Satanás fica apenas esperando  para puxar o tapete dessas pessoas e o tombo sempre é feio, e quando a casa cai não é fácil levantar de novo.

    Amigo(a), temos a receita do Senhor para uma vida abundantemente abençoada, uma vida bem-aventurada, basta segui-la!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...